Ads Elite

Portugal sem incêndios florestais depende de todos!

José Furtado, o Engenheiro Informático cabo-verdiano radicado em Portugal, realizou no passado dia 17 de maio de 2018, em Castanheira de Pera – Coentral, o terceiro e o último ensaio/teste da sua invenção de tecnologias/sistemas de monitoria, deteção, prevenção e combate aos incêndios florestais, projeto desenvolvido desde 2016/17.

ENSAIO 1 CHAMAS GÁS BUTANO

1º Ensaio: Chamas Gás Butano

Nó

2º Ensaio: Madeiras

fogos incendios

3º Ensaio: Fogos/ Incêndios

Segundo o Engenheiro Furtado, neste último ensaio, o limite de afastamento do sistema em relação ao fogo foi cerca de 1,5 km, e mais uma vez não foi possível concluir quanto ao raio de ação (cobertura máxima) do sistema, visto que deu alerta de imediato e com uma boa propagação de sinal, o que permita a atuação/combate atempadamente.
O Engenheiro Furtado afirmou que num cenário real, isto é, fogos florestais envolvendo grandes arbustos e árvores/troncos de árvores, este sistema possivelmente consegue enxergar indícios de perigo de incêndios florestais num raio/alcance que pode chegar aos 20 km.
O autor do projeto encontra-se em fase da divulgação do projeto a nível Nacional e Internacional.
A sua invenção já é do conhecimento das autoridades/ governantes Portuguesas, através de vários Ministérios (Ministério do Ambiente, Ministério de Agricultura, Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas…), e que demonstraram o interesse em apadrinhar o projeto, na expetativa de ser uma boa valia na minimização das problemáticas de incêndios florestais em Portugal.
O autor salientou que, atualmente está a trabalhar em consonância com o Laboratório de estudos sobre incêndios florestais da Universidade de Coimbra, sob a orientação do Professor Catedrático/Cientista, Domingos Xavier Viegas, que rapidamente prontificou-se em facultar os laboratórios de investigações sobre os incêndios florestais, que lhe permita ter melhores condições de investigações.
O Engenheiro Furtado explicou que, apesar de serem tecnologias de pequenas dimensões, de apenas 4 centímetros (cm) de cumprimento e de poucos gramas (g), mas que são sistemas robustos e muitos eficientes, capazes de despenhar outras várias funções ao mesmo tempo, como o controlo do derrame de petróleo e dos seus derivados (muito útil nas plataformas e empresas petrolíferas), o vazamento de gás butano, a verificação de índice de pluviosidade e da humidade relativa do ar, e facilmente podem ser ajustadas/alteradas as suas caraterísticas iniciais, de modo que permitam desempenhar outras funções, visto que baseou fortemente no conceito Internet of Things (IoT).
Nas próximas etapas, o autor tenciona incorporar Aspersores Canhão Jato Turbinado (ver o vídeo em baixo) de modo que sejam capazes de acionar o bombeamento de água de forma autónoma, diante de uma situação de risco de fogo (prevenir incêndios) ou até mesmo extinguir incêndios por completo.

Aspersor Canhão Turbinado para irrigação modelo S60

 

Finalizou o autor, que este projeto poderá ser uma boa valia para a humanidade, na mitigação de problemáticas de incêndios florestais, mas que para tal, é preciso conseguir fazer que este projeto seja implementado no terreno...
Lousã – 2017

lousa2017

Share This